ENTREVISTA

Entrevista com Ondřej Sobotka

POLÍCIA MUNICIPAL

BODYBUILDER

1X CHAMPION

ENTREVISTA COM ONDREJ SOBOTKA

1) Ondřej, gostaríamos que você se apresentasse aos que ainda não lhe conhecem e gostaríamos que nos contasse um pouco sobre você e sobre sua trajetória em competições até os dias de hoje.

Olá, fãs do Police Muscle. Meu nome é Ondřej Sobotka, sou policial da capital de Praga, República Tcheca. Sou fisiculturista competidor há 9 anos. Eu tenho três medalhas de bronze, uma de prata e três medalhas de ouro e namoro há 10 anos.

2) Com quantos anos você começou a treinar?

Tenho 25 anos e comecei a treinar aos 15 anos

3) Você faz uso de algum suplemento? Qual?

Eu uso o que a maioria dos fisiculturistas usam. Proteína, glutamina, aminocomplexo, creatina, ômega 3, multivitaminas entre outros suplementos.

4) Qual a sua dieta típica ?

As minhas refeições se baseiam em em carne, salmão, ovos, cottage e  carboidrato como aveia, batata, arroz e pães de arroz. Rápido e pratico.

 

5) O que você não come de jeito nenhum?

Carnes gordas, insalubre.

6) Você tem atletas favoritos ou modelos que você admira?

Eu admiro Milan Šadek e Vojtu Korenskeho … Atleta biquíni eu admiro a Valeria Ammirato.

7) Que tipo de música você gosta de ouvir quando esta treinando?

Rock, hard rock e metal …. mas principalmente por tipo de treinamento e humor. Para cada exercício eu tenho uma música.

8) De onde tirar motivação quando bate preguiça ou se está muito frio, chovendo e começou um filme legal na televisão?

Eu faço treinamento como parte do dia, eu não preciso ficar entediado com isso. Pelo contrário, é a parte mais importante do dia para mim. Uma lição que determinará o significado do dia. Então eu quase não preciso de motivação.

9) O que mais lhe incomoda na academia?

As pessoas que frequentam a academia são como mestres do mundo, mas não são nada em seu caminho. Um ego enorme e sem humildade.

10) Você normalmente treina sozinho ou acompanhado? Diga a sua preferência e explique por que prefere.

A maioria das vezes treino sozinho e com uma boa música, ajudo meus amigos dando dicas de como conseguir execultar uma boa série. Eu prefiro treinar só para me concentrar no treinamento mas as vezes treino com a minha namorada, atleta bikini.

11) Quais são suas qualificações profissionais dentro e fora do esporte?

Fora do esporte, sou policial. Dentro do esporte sou atleta de fisiculturismo. Eu tenho 4 licenças de treinador e faço treinamentos em fitness Eagle.

12) Atualmente, quais são os maiores focos em sua vida? O esporte, o trabalho, a família ou todos acabam sendo parte de um grande foco geral?

Desde que nós não temos uma família, o fisiculturismo é o primeiro lugar para mim. O trabalho é uma missão e uma oportunidade para ajudar aqueles que precisam.

13) Entre seus principais títulos, destaque alguns e conte-nos um pouco sobre as maiores dificuldades as quais passou para obtê-lo.

Meu maior título é Campeão da República Tcheca no mais alto nível de culturismo masculino. Eu sou treinador, minha namorada e campeã checa na catergoria bikini fitness. Este ano fiquei em 6º lugar no Campeonato Europeu, 3º lugar na Diamond Cup Madrid, 2º lugar na Diamond Cup Ostrava e 5º lugar no Luxemburgo. Isso é maior sucesso para mim

14) Ao iniciar-se no meio esportivo competitivo, qual foi a reação de seus familiares, amigos e pessoas próximas? Você enfrentou dificuldades?

Eu comecei com 16 anos e terminei na representação do softball tcheco. Minha família não se importava muito. Eu tive um grande apoio da minha namorada desde o início.

15) O que te motivou a seguir em frente quando iniciou no esporte competitivo e se deparou com dificuldades como o preconceito da população (ou até mesmo de pessoas próximas)?

Motivou-me a terminar na reprezentação do softball e queria voltar para outra coisa tão alta quanto possível. Pior ainda era na escola, onde a maioria dos estudantes bebia álcool, por isso não me encaixava no coletivo. Mas eu não me importei.

16) Qual foi seu maior tempo afastada de competições, quais foram os principais motivos, o que te levou a querer voltar e, claro, o que teve de mudar em sua vida para esse retorno?

Este ano eu dei um tempo mas no próximo ano eu volto com tudo, então …
Eu não paro.

17) É fácil conciliar tantas responsabilidades diárias, Policial, atleta e familia? O que é mais difícil para você nesses relacionamentos e interações?? Como costuma dividir seu tempo diário entre o “mundo social” e o esporte?

Os turnos noturnos são mais difíceis, quando o corpo cansado quer dormir após o treinamento e você não pode dar nenhum açúcar à energia. À noite, passo apenas em proteínas e gorduras. Muito pior é a preparação da competição quando se está cansado durante todo o dia.  A adrenalina sempre ajuda na intervenção. Minha namorada entende e me apóia totalmente. Nos últimos dois anos, nos preparamos um ao outro juntos a cada primavera.

18) Ondřej, como é a sua relação dietética em offseason e pre-contest? O que muda de uma fase para outra e o que é mais difícil de adaptar em ambas as fases? E o treinamento, como procede em ambas as fases?

Em off season a eu tento fazer o mais limpo possível. Não há espaço para deixar de ter muita forma. Cheat Day apenas quando há uma oportunidade maior. No pré-contest faço uma dieta limpa e mudo para refeições divididas. No final da dieta a minha comida é baseada em cerca de 5-8 tipos de alimentos. O treinamento fora de temporada é dividido de acordo com o estágio, mas eu geralmente baseio-o em séries mais pesadas e faço dois treinos por dia com um foco máximo nos músculos, técnica e detalhe no pré-contest.

19) Qual é sua maior motivação hoje para continuar dentro do esporte competitivo? Até quando pretende levar isso adiante (as competições em si)?

O esporte é minha vida, faz sentido todos os dias e isso me deixa satisfeito.  Talvez pelo menos um descendente  eu espero no futuro. Enquanto isso, eu definitivamente não tenho muitos planos nos próximos anos, agora Arnold Europe e Evls Prague.

20) Diante de tantas dificuldades as quais provavelmente passou no esporte, quais foram as maiores lições as quais pôde aprender e que se lembra delas em todas as novas dificuldades as quais pensa em desistir?

O maior obstáculo para mim foi a quinta e sexta supercompenação para as taças de diamante Ostrava e Luxemburgo, quando o corpo segurava 10 kg de água do peso da competição e o treino em si terrivelmente doía quando o corpo estava completamente submerso. Eu percebi o quanto eu realmente quero competir e manter meu plano. Isso me ajudou a perceber o quão importante esse esporte é para mim.

21) Deixe para nós uma pequena mensagem, em especial, para os mais jovens que estão adentrando no esporte, seja competitivo ou não.

Ninguém nasceu grande, rápido, forte, ótimo no que ele então se tornou. Custou muito esforço e renúncia. Então nunca diga que você não pode fazer alguma coisa. A vida é a maneira que você escolhe a si mesmo, então, se é certo e você vai atrás, você se aproxima do objetivo, não importa quanto tempo leve. Espere e você verá isso voltando. E especialmente! Nunca se esqueça de onde você veio, então quando você está de pé mantenha sua humildade e respeito.

INSTAGRAM: Ondřej Sobotka @ondrej_sobotka_ifbb

This post is also available in: enEnglish (Inglês)

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Most Popular

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2015 Flex Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top